BELEZA
ESTÉTICA

03/07/2017 16h09

Cuidados com a pele

Especialista alerta sobre tratamentos caseiros no inverno


A dermaticista Aline Del Rio

Na estação mais fria do ano, todas as atenções se voltam para o rosto. Por isso, o movimento em clínicas estéticas no inverno aumenta consideravelmente. Em Sorocaba, a Home Spa Estética sente um crescimento de 200% na procura por tratamentos para pele da face. “Com o clima mais frio, os pacientes diminuem a exposição ao sol, permitindo melhores resultados para os tratamentos e reduzindo os riscos de manchas ou outros efeitos indesejados no rosto”, ressalta a dermaticista Aline Del Rio.

Porém, nem todas as pessoas buscam tratamento profissional e se arriscam com receitas caseiras para tratar manchas e marcas de expressão no rosto. “Os truques caseiros que vemos por aí podem causar justamente o oposto do que desejamos, ou problemas ainda mais graves, alerta a dermaticista. Ela explica que existem várias receitas com uso do limão para clarear a pele, ou esfoliação, com açúcar e mel. “Não recomendamos, pois cada tipo de pele precisa de um cuidado diferente que vai depender da avaliação de um profissional. Esses 'tratamentos caseiros' podem gerar lesões, manchas, alergias e piorar o quadro”, complementa.

Tratamentos para o rosto são os mais procurados no inverno


Nas clínicas, as técnicas mais procuradas são aquelas que renovam a pele e estimulam o colágeno, como: limpeza de pele profunda, peelings de diamante, microagulhamento, radiofrequência e, o queridinho do inverno, o peeling químico, que promove a retirada da camada danificada da pele através de produtos químicos. Com isso, uma nova camada de pele lisa e mais elástica cresce, que é o processo de renovação celular.

Já a procura por tratamentos corporais chega a cair até 50%. “Embora em menor número, alguns pacientes procuram tratamentos corporais para estrias, celulites, destoxificação, esfoliação e hidratação corporal”, conta Aline.

Cuidados extras
No frio, a umidade do ar fica menor e as temperaturas mais baixas levam à diminuição na transpiração corporal, fazendo com que a pele fique mais seca. “Além disso, nesta época, é comum tomar banhos mais quentes, que provocam uma remoção da oleosidade natural de forma mais intensa, diminuindo o manto lipídico que retém a umidade da pele”, destaca Aline. Por isso, a dermaticista dá algumas dicas para a pele continuar bonita, mesmo com as temperaturas mais baixas:
-Beba muita água ou chás naturais;
-Mantenha uma alimentação saudável, rica em vegetais, vitaminas e antioxidantes, que trazem benefícios ao longo prazo;
-Evite banhos quentes e muito demorados;
-Evite se ensaboar demais e usar buchas, que também contribuem para alterar a composição do manto hidrolipídico (hidratante natural produzido pelo organismo) que protege a pele;
-Se sua pele for oleosa, e acneica, evite hidratante comum no rosto, use oil-free nas áreas de maior oleosidade;
-Os lábios também costumam ressecar muito no inverno. É importante usar hidratantes labiais para evitar rachaduras;
-Use filtro solar, diariamente.