BELEZA
ESTÉTICA

06/02/2018 17h15

Tatuagem no verão

Excesso de sol e água do mar ou piscina podem prejudicar a arte na sua pele


A meteorologia já avisou que o calor deste verão deve ficar mais intenso entre os meses de fevereiro e março. Não se trata do período tradicional das férias, mas ainda é alta temporada e logo mais chegará o feriado prolongado do Carnaval. Se você tem tatuagem, vale um alerta: excesso de sol e água do mar ou piscina podem prejudicar o desenho em sua pele. Seja grande ou pequena, colorida ou toda preta e cinza, a área tatuada requer cuidados específicos para evitar consequências futuras.

O tatuador e sócio-proprietário do 33 Home Studio Diogo Prandini (Dio) explica que os trabalhos são feitos com agulhas que perfuram a epiderme para depositar a tinta na derme, uma camada mais estável que não sofre renovação. "Ao se expor por muito tempo ao sol, os raios solares atravessam a pele e muitas vezes podem atingir até mesmo as partes mais profundas, funcionando como um tratamento a laser para remoção de tatuagem, que quebra a rede de células [que protege a tinta] e libera os pigmentos de cores na corrente sanguínea, dando um aspecto de desbotado e apagado, podendo causar até mesmo manchas cutâneas", diz.

Como este é um procedimento que passa por um processo inflamatório, o contato com água do mar ou piscina pode aumentar as chances de adquirir uma contaminação. Portanto, a dica número 1 é não se expor ao sol e passar longe de praias, clubes, piscina e até mesmo de saunas e banheiras, caso tenha acabado de se tatuar. Espere ao menos quatro semanas para que esteja bem cicatrizada e, assim, elimine os riscos de infecção.

A dica número 2 é: após a cicatrização, jamais sair ao sol sem protetor solar no mínimo fator 50. "Muitos esquecem que no carro, moto ou bicicleta também estamos expostos aos raios solares. Portanto, o uso do filtro deve ser diário", completa Dio.

Mesmo que a tatuagem seja mais antiga, também é muito importante hidrata-la com loções e hidratantes corporais e, é claro, tomar bastante água. Afinal, pele desidratada costuma ficar esbranquiçada e pode descamar, prejudicando a qualidade do desenho. Esta é a dica número 3.

Dio também ressalta que, caso a pessoa note qualquer sinal de má cicatrização ou inflamação na área tatuada, o ideal é procurar ajuda médica. Somente um dermatologista pode medicar ou recomendar qualquer tratamento. Aos tatuadores cabem, apenas, recomendações de higienização pós-procedimento e os cuidados com pomadas específicas para tatuagens.

Sobre o 33 Home Studio

Localizado em São Paulo (SP), o estúdio de tatuagem e body piercing, além de juntar profissionais talentosos e especialistas em diferentes técnicas de desenho, se destaca pelo ambiente familiar e acolhedor, planejado para receber pais com crianças e até mesmo pets.  www.33homestudio.com.br / www.facebook.com/33homestudio/ www.instagram.com/33homestudio/